ClickFrio Ar-Condicionado

Ar condicionado Automotivo: Conheça os tipos, manutenção e limpeza do Ar

Ar condicionado automotivo não é mais um item de luxo, é um item fundamental para garantir o bem estar de todos os ocupantes do veículo. Conheça os tipos, como fazer a manutenção e higienização.

ar condicionado automotivo

A partir de 1980, o ar condicionado no carro passou a ser mais acessível aos proprietários de automóveis. De lá pra cá, o sistema de ar condicionado automotivo evoluiu, dando origem a diferentes tipos de ar-condicionados.

Ter ar-condicionado no carro não é mais uma questão de luxo, ele ajuda a garantir o bem-estar de todos dentro do veículo melhorando o ar que todos respiram. É preciso que a parte elétrica do automóvel esteja em dia e com uma boa bateria para funcionar corretamente.

Neste artigo você vai entender melhor quais são os tipos de ar condicionado automotivo e como cuidar corretamente do ar condicionado do seu carro. Continue a leitura.

Quais são os tipos de ar condicionado automotivo?

Veja abaixo os quatro tipos de ar-condicionado veicular:

Ar-condicionado analógico

O modelo mais comum de sistema de ar condicionado automotivo é o analógico. A escolha da temperatura é manual. O botão possui duas intensidades, quente e frio, que  são identificados pelas cores vermelho e azul, e os números apontam a intensidade que o aparelho deve funcionar. A temperatura é escolhida, em modelo de escala, assim como a velocidade do ventilador.

Ar-condicionado automático

Também existe o ar condicionado com controle automático, que é analógico, porém com controle automático. Os botões também são giratórios, mas se ajusta conforme à necessidade.

Ar-condicionado digital

Já o ar condicionado digital é controlado através de botões com as informações em uma tela. Alguns carro oferecemo modelos que contam com tela touch, um sistema sensível ao toque que garante maior precisão para escolher a temperatura ideal.

Ar-condicionado digital automática

Também existe o modelo de ar condicionado digital automático que possui sensores, responsáveis por manter a temperatura interna do veículo de acordo com a escolha do condutor do automóvel. O sistema pode ser ajustado pelos passageiros e vem de fábrica em alguns veículos o que agrega mais valor ao automóvel.

Quais são os componentes?

O sistema do ar-condicionado automotivo é muito simples. Ele é composto por compressor, o condensador, o evaporador, a válvula de expansão e o filtro secador.

O compressor é um componente essencial para o ar-condicionado automotivo. Seu principal papel é comprimir o gás, e assim fazer com que a substância circule pelo sistema do veículo. Ao acumular resíduos no compressor, o funcionamento do ar do automóvel é comprometido. Este é o único componente que conta com peças móveis no sistema de ar.

Todo equipamento de ar-condicionado conta com um gás refrigerante, substância comprimida pelo compressor e circula pelo sistema, gelando o espaço. É necessário repor esse gás a cada três anos, já que ele escapa ao longo da sua utilização. Leiam o manual do seu automóvel e faça manutenções preventivas para evitar problemas mais graves.

Principais cuidados com o ar-condicionado do carro?

É essencial que a central elétrica do veículo esteja em boas condições, já que a mesma está ligada à embreagem do ar condicionado automotivo. Além disso, as mangueiras, os conectores e os tubos são componentes essenciais para o dispositivo funcionar corretamente. É essencial que você leia o manual do seu carro. Nele é possível encontrar instruções sobre o uso correto de cada funcionalidade e o momento certo de fazer uma limpeza ou troca.

Quais são os problemas mais comuns?

Entre os problemas mais comuns estão os relacionados ao compressor. Portanto é essencial que você lubrifique as peças constantemente. Outro problema comum são as falhas elétricas, quando como os ventiladores não funcionam da forma adequada, apenas ventilando e não expelindo os ares pelas saídas. Quando isso acontece, o ar não gela em todo o automóvel e sobrecarrega o sistema.

Para todos os sistemas elétricos e eletrônicos do automóvel funcionarem, é essencial que a bateria esteja funcionando.

Porque fazer a higienização do ar-condicionado do carro?

Você deve trocar seu filtro, por exemplo evitando desgaste da peça, mau cheiro no automóvel e dificuldade no sistema de ventilação. Troque o chamado filtro de pólen, pois esta é uma das peças mais importantes do ar-condicionado automotivo. Ele é responsável por reduzir os odores e evitar que partículas do ar externo, como fumaça e poeira, entrem no veículo.

O filtro pode ser limpo na hora de fazer a higienização anual do ar-condicionado, ele deve ser substituído a cada 20 mil quilômetros rodados. No entanto, esse tempo pode variar de acordo com a frequência de utilização do ar-condicionado.

Uma dica é usar a função de recirculação de ar, pois poupa o filtro de pólen, aumentando assim sua vida útil. Além disso, também contribui para reduzir o consumo de gasolina, já que mantém o carro refrigerado com maior facilidade. Essa prática no entanto não é orientada se você for passar muito tempo no interior do veículo já que o ar não é renovado.

Quando fazer a manutenção do Ar do carro?

A manutenção do ar-condicionado automotivo deve ser feita pelo menos uma vez a cada seis meses, o profissional deverá trocar o filtro de ar e fazer a higienização completa de todos os componentes.

Evite as manutenções corretivas, ou seja, aquelas que são feitas quando surge algum problema. Isso porque elas são sempre mais caras e complexas que as preventivas. As manutenções preventivas permitem conhecer o funcionamento do seu veículo, ficar atento a alterações e fazer trocas e limpezas no momento certo. Fique atento a odores estranhos, problemas respiratórios, barulhos e mau funcionamento do equipamento.

E ai gostou do conteúdo? Suas dúvidas foram sanadas? Deixe o seu comentário. Você também pode obter mais informação sobre ar-condicionado navegando pelo nosso blog.

Deixe um comentário